Olá Amelietes, tudo bem com vocês?

Nós Mães sempre nos preocupamos em fazer o melhor para a alimentação dos nossos filhos, certo? Mas será que estamos fazendo tudo certinho? Hoje no Papo de Nutricionista a Nutri Angélica Padilha nos apontou alguns erros comuns na alimentação dos pequenos, bora conferir?

 

 

O Brasil antigamente sofria pela grande incidência de crianças desnutridas, mas atualmente tem se tornado um país de crianças com excesso de peso. A dieta desbalanceada, com alto teor de gordura e açúcar são um dos fatores que influenciam esse aumento de peso nas crianças, que estão cada vez mais propensas a se tornarem adolescentes e adultos obesos.

A solução desse problema está na busca da melhora da qualidade da alimentação infantil. A criança deve consumir quantidades adequadas de calorias, proteínas, carboidratos, gorduras, fibras, minerais e vitaminas para crescerem com saúde.

Mas, além de consumir a quantidade correta, os pais devem prestar atenção para não cometer os seguintes erros:

 

 

– Não devem dizer sempre sim, pois as crianças precisam de limites, pois não possuem consciência do que pode fazer mal para a saúde. A criança sem limites vai abusar das calorias e das guloseimas. Pode-se até estipular um dia da semana para flexibilizar o consumo de alimentos mais calóricos para que a criança entenda que esse tipo de alimento não é indicado para o consumo diário;

– Jamais oferecer comida como forma de recompensa;

– Não ceder ao primeiro “não gosto”. Os alimentos, uma vez rejeitados, devem ser novamente oferecidos, ao longo de um tempo e em preparações diferentes, por até 10 vezes (por exemplo: cenoura crua ralada, cenoura cozida em rodelas, bolo de cenoura, muffin de cenoura, purê, etc). O hábito de consumir determinados alimentos é algo que cada indivíduo vai construir durante a vida e, desde cedo, deve-se estimular que a criança prove os mais variados tipos de alimentos;

 

 

E por fim, os pais devem ser o exemplo. É de extrema importância que os pais consumam os mesmos alimentos que seus filhos. A criança copia e observa tudo que os pais estão fazendo, por isso não adianta fazer a criança comer algo que você mesmo não consome. Nada melhor do que ver os pais comendo frutas, verduras e legumes para fazer com que as crianças tenham uma alimentação saudável.

São pequenos atos e escolhas dos pais que fazem a diferença na formação de um hábito alimentar saudável pelos seus filhos. Nesse processo, além do exemplo, pesa a determinação dos pais – que também precisam ser educados ou reeducados. Ao realizarem com seus filhos a educação alimentar, a chance deles se tornarem adultos mais saudáveis é muito maior, por isso investir em uma alimentação equilibrada, balanceada e de qualidade é essencial.

 

 


angéliaAngélica Padilha de Brito
é Nutricionista sob o CRN 35786, Graduada em Nutrição e pós graduada Nutrição Clínica Funcional. É Membro do Instituto Brasileiro de Nutrição Funcional, Palestrante na área de Nutrição e Qualidade de vida e Autora do projeto Chega de Adiar no facebook e do perfil no instagram @nutriangelicapadilha.

Compartilhar:

 

0 0 votes
Article Rating
guest
2 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
iara
iara
6 anos atrás

Olá, minha filha tem 6 meses, e desde os 4faço acompanhamento com nutricionista.
Não permito doce de forma alguma. Ela come todas as frutas e verduras e legumes. Suco apenas natural.