Desde pequeninas as crianças já brincam. Mesmo dentro do útero materno. O brincar é muito importante para o desenvolvimento global da criança. Brincar cria vínculos afetivos entre as pessoas envolvidas e entre os objetos (brinquedos). Segundo a neurociência, essa relação afetiva é fundamental para o desenvolvimento do cérebro das crianças. Pensando nisso o assunto de hoje da coluna Papo de Professora, escrita pela Profª Denise Ferreira fala sobre o brincar e aprender!

 

A melhor maneira para que as crianças aprendam é por meio da exploração dos objetos e espaços e realizando descobertas sobre eles. Então, apresentar diferentes tipos de objetos sobre os quais podem agir e solucionar problemas práticos com eles é a melhor forma de ajudar nossos pequenos a se desenvolverem e se tornarem mais inteligentes!

 

Podemos incentivar a inventividade das crianças com materiais simples, baratos com o que temos em casa, criando ótimas atividades para o seu desenvolvimento.

 

 

O brincar do bebê

 

DSC00512

 

Dar à criança a oportunidade de brincar com objetos é uma das atividades que podemos começar a partir do momento em que o bebê demonstre interesse. O brinquedo ou objeto escolhido para a brincadeira deve ser escolhido, seguindo alguns critérios, levando-se em conta o nível de seu desenvolvimento (se já consegue segurar, levantar o objeto, a questão da segurança quanto ao tamanho desses objetos, pois nessa fase a primeira reação é levar tudo à boca!). No caso de dúvida, os brinquedos vendidos comercialmente sempre trazem a classificação indicativa de idade apropriada.

 

 

Crianças de 1 a 2 anos

 

20160205_102112

 

Nessa idade, o trabalho psicomotor é importante, ajudando no desenvolvimento motor e intelectual das crianças.

Pegar objetos e brinquedos, empilhar copos, potes, empurrar e puxar carrinhos, são exemplos de brincadeiras que elas amam nessa fase. Também é a fase da descoberta da autoimagem. É muito interessante ter um espelho de uma altura em que a criança possa ver sua imagem refletida para ajudá-la nessa construção.

Brincar com objetos coloridos, com as panelas e colher de pau da mamãe também é bastante estimulante!

 

 

Crianças a partir de 2 anos e meio

 

20151222_145615

 

Instigar a curiosidade e mostrar opções de manipulação de diferentes objetos e materiais ajuda para que as crianças dessa idade se sintam estimuladas a criar sobre o que já aprendeu até agora.

Brincar com prendedores de roupas, por exemplo, é uma excelente atividade. Normalmente a criança vê algum adulto manipulando esses objetos no dia a dia.

Parece uma brincadeira boba, mas experimente desafiar uma criança nessa idade para abrir e fechar um prendedor de roupas e encaixá-lo na boca de um pote. Essa atividade simples para um adulto envolve muitas operações de pensamento e habilidade psicomotora para que um pequeno consiga fazer esse exercício!

Recomendo que deixe sempre uma caixinha com prendedores à disposição de crianças dessa idade (com supervisão, claro!).

 

Nessa idade, os pequenos também gostam de brincar de construir torres, castelos, enfileirar tampinhas, brincar de fazer comidinhas, manipular tintas, massinha, bolinhas de sabão, etc…

 

Você pode pegar objetos da cozinha, como tampas de potes, potes plásticos, conchas, colher de pau, prendedores de roupa e colocar no chão e propor: vamos fazer uma brincadeira? Com certeza os pequenos surpreenderão e inventarão brincadeiras super divertidas e criativas!

 

Outra ideia simples para fazer em casa é juntar tampinhas de suco ou leite numa caixinha e dar de vez em quando para que explore e invente uma brincadeira. Aproveite para associar elementos lúdicos à brincadeira e entrar no faz de conta. Elas amam!

 

Nessa idade também começam a tomar gosto pelos livros e pelas histórias de contos de fadas. Aproveite e deixe sempre à disposição livrinhos para que ela “leia” quando sentir vontade. Guarde alguns em um local separado, para serem lidos em momentos especiais, como a hora de dormir, ou a hora em que ela pedir para contar uma história.

É uma boa idade para começar a ensinar o respeito pelos livros. Não deixe que a criança rabisque e rasgue livros de história. Afinal, é de pequeno que aprendemos valores que levaremos para a vida toda.

 

Essas atividades trabalham muitas habilidades importantes sua preparação escolar futura, como a coordenação motora fina, atenção, concentração, conhecimento das cores, formas, relação termo a termo, movimentos de pinça… São muitas habilidades trabalhadas através de simples atividades caseiras!

 

E para terminar, lembre-se: a criança aprende melhor através da brincadeira e quando é envolvida na construção do brinquedo! Atividades lúdicas ajudam a construir o conhecimento de maneira gratificante, espontânea e criativa e os laços afetivos construídos nesses momentos felizes com certeza ficarão gravados para sempre em sua memória!

 

 

20160806_123317Denise Ferreira é mãe, avó e professora, apaixonada pela arte de educar. É formada em Pedagogia. Trabalhou em escolas construtivistas como professora e coordenadora do Ensino Fundamental I. Também trabalhou com formação de professores, em cursos do PROEPRE ministrado pelo Laboratório de Psicologia Genética da Faculdade de Educação da UNICAMP. Atualmente é professora do Fundamental I. É autora do Instagram, Facebook e do blog www.papodaprofessoradenise.com.br .

 

 

 

Compartilhar:

 

0 0 votes
Article Rating
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments