Hoje na coluna Papo de Nutricionista vamos falar de um tema muito atual e pertinente à mim e às futuras mamães que visitam o Blog: Como se alimentar de forma saudável na gravidez! Decidi abordar esse tema pois agora eu, Gabi, também me tornando uma mamãe amélia!

 

A gestação é uma fase que traz consigo muitas mudanças, sejam elas físicas, emocionais, sociais, enfim, mas a principal delas no corpo da mulher, agora mamãe. Se uma boa alimentação já é importante no nosso dia-a-dia, nesta fase os cuidados devem ser ainda maiores, e não digo apenas em preocupação com calorias não, digo em valor nutricional, em comer BEM E DE FORMA SAUDÁVEL para que seu bebê cresça e se desenvolva adequadamente.

 

Falando em como se alimentar de forma saudável na gravidez, o primeiro ponto que deve ser levado em conta é o peso da gestante antes de engravidar, se está abaixo, adequado ou acima do ideal. O Ministério da Saúde oferece uma curva de ganho de peso para cada semana de gestação em relação IMC da gestante, onde as mulheres consideradas baixo peso podem ter um ganho de peso entre 12,5 a 18 kg, as eutróficas (com peso dentro do normal) podem ganhar entre 12 a 16 kg e as com sobrepeso entre 6,8 kg e 11,5 kg.

 

O pré-natal no Brasil serve para dar assistência e orientação nutricional desde o período de gravidez até amamentação, para acompanhar este de ganho de peso da gestante e do bebê. Um acompanhamento de ganho de peso adequado e de qualidade tem se tornado cada vez mais necessário não só para as gestantes com baixo peso, mas principalmente para as mulheres que apresentam sobrepeso pré-gestacional a fim de evitar ganho excessivo de peso durante a gravidez. Com isso em mente, elabora-se o plano alimentar da gestante, fazendo adequadamente seus cálculos e necessidades de energia e distribuição de macronutrientes (carboidratos, proteínas e lipídeos) e os micronutrientes (vitaminas e minerais).

 

No primeiro trimestre a ingestão calórica deve ser mantida dentro do seu consumo anterior, se este estiver adequado, sem acréscimos, mas muita cautela com aquela frase: “ESTOU GRÁVIDA E DEVO COMER POR DOIS”, pois na prática as coisas não são bem assim. Com o passar do trimestre, o aumento de calorias fica em torno de 200-300kcal/dia, de acordo com cada paciente.

 

Confesso que meu apetite também aumentou nesse primeiro trimestre, mesmo sem essa real necessidade, então a alternativa é dar preferencia à alimentos menos calóricos, às frutas frescas e em porções menores, para que consiga manter as refeições entre 2-3 horas.

 

A gestante deve sempre consumir:

  • Leite e derivados, como queijo e iogurte, pois são fontes de cálcio, que é importante para um bom desenvolvimento dos ossos do bebê.
  • Carnes como frango, peixe e carne vermelha, sem gordura são fontes de proteína para crescimento e desenvolvimento do bebê.
  • Fontes de ferro como vísceras, carne vermelha e vegetais verde-escuro, são bons para o fornecimento de oxigênio para o bebê.
  • Alimentos fontes de vitamina C, as frutas cítricas como laranja, limão, acerola, brócolis, espinafre.
  • Ingerir no mínimo 2 litros de água por dia, pois é importante para a sua hidratação e meio de transporte para algumas vitaminas até o bebê.

 

Além de tudo isso, faça um acompanhamento adequado de pré-natal e se necessário consulte um nutricionista para adequação de suas necessidades pessoais!

 

Espero que tenham gostado dessas dicas de como se alimentar de forma saudável na gravidez! Caso tenham dúvidas sobre o assunto, sugestões ou depoimentos, podem deixar aqui nos comentários! Aproveitem também para curtir meu perfil no Instagram @gaby.nutri e dar sugestões para próximos temas.

 

image1

 

Gabriela M. Guerra Goulart é Nutricionista pós graduada em Nutrição aplicada à terceira idade e atua na área de home care, ela divide conosco um pouco do seu dia a dia e dicas valiosas em seu Instagram.

 

 

 

Compartilhar:

 

0 0 votes
Article Rating
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments