Olá Amelietes, tudo bem com vocês?

Hoje a coluna Papo de Dentista traz um texto super esclarecedor sobre qual a escova de dentes ideal para nossos filhos, e a Dra. Priscila Alencar esclareceu todas as nossas dúvidas!

 

O mercado dispõe de uma variedade enorme de escovas infantis – escova convencional e a elétrica, mas alguns critérios para sua escolha devem ser tomados. A escova deve ser proporcional ao tamanho da boquinha da criança, portanto sua eleição deve ser feita de acordo com a faixa etária especificada pelo fabricante na embalagem. Além disso, ela deve ter a cabeça pequena, cerdas macias ou extra macias com pontas arredondadas e cabo reto.

 

A escova elétrica chama muita atenção das crianças pelo seu modelo e como o próprio nome sugere – sua ação elétrica. Porém, muitos pais e responsáveis questionam sua indicação. E você, já parou para pensar sobre isso? Tal iguaria tecnológica é indicada para crianças com alguma necessidade especial, cuja coordenação motora esteja impossibilitada de ser estimulada, e nos casos em que a motivação na escovação se faça necessária (por exemplo: quando houver resistência por parte criança). A ação mecânica da escovação é muito importante para o desenvolvimento da criança, portanto a escova tradicional não deve ser esquecida.

 

A cor e o personagem da ilustração da escova são fatores importantes na motivação da criança frente o hábito da escovação. Por que não chamar o seu filho para juntos vocês fazerem essa escolha?

 

Tão importante quanto ter uma boa escovação é cuidar da escova de dente. Seguem algumas dicas:

 

– Lavar a escova em água corrente (antes e depois de iniciar a escovação);

– Secar bem as cerdas para não favorecer o aparecimento de fungos pela umidade;

– Não deixar a escova próxima ao vaso sanitário, pois elas podem ser contaminadas por coliformes fecais – quando a descarga é dada com a tampa aberta;

– Substituir a escova: após uma gripe, resfriado, infecções e quando as cerdas estiverem gastas;

– O tempo para a substituição da escova em crianças é bastante reduzido, porque elas costumam morder e chupar as cerdas com frequência;

– A escova é um objeto de uso pessoal, portanto não deve ser compartilhada.

 

Cuide bem da escova do seu filho e da sua também! A saúde bucal de vocês agradece.

 

Já ouviu falar sobre a cárie de mamadeira? É Verdade ou mito? Este será o nosso próximo assunto. Não perca!

 

20.05.15-1

Priscila Alencar tem 30 anos, é Dentista especialista em Odontopediatria pela ABO/RN; Pós-graduada em Ortodontia Preventiva e Interceptativa pela UFRN em Dentística Restauradora pela Academia Norte-Riograndense de Odontologia; Odontopediatra do Colégio das Neves; Mãe de uma princesa de 1 ano e 5 meses ela também é Autora do @blog_meudentinho e idealizadora e palestrante do @diadmae.

 

 

um beijo

 

 

 

 

 

Compartilhar:

 

0 0 votes
Article Rating
guest
3 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Joana Azevêdo
Joana Azevêdo
4 anos atrás

Muito legal o post, adorei!
Para quem deseja comprar escovas e outros produtos para bebês eu indico a https://www.meuamorzinho.com.br/escova-infantil

Jackeline Sant'Ana
7 anos atrás

Adorei o post, muito esclarecedor, sempre tive dúvida na hora de comprar a escova das crianças, agora não mais! Um Grande Beijos Jenny ♥