Se tem uma coisa que eu amo fazer é amamentar, e todos sabem que a Mãe que amamenta não dorme direito, e isso é fato. Eu nunca consegui compartilhar cama com a Julia, pois sempre acordei moída no outro dia, então tooda noite hora que ela chorava eu ia lá no quartinho dela, dava tetê e ela dormia de novo.

Tudo correu super bem até que ela fez 8 meses, e entrou na crise da angustia da separação. Ela simplesmente acordava 6-7 vezes na noite, a cada 30 minutos, dia após dia e isso foi me fazendo ficar acabada. Conversei com o pediatra dela pois já estava desesperada e sem saber o que fazer, e ele me orientou a fazer o desmame noturno da Julia, disse que aos 8 meses, os bebês já não mamam mais durante à noite por fome, mas sim por hábito e por não saberem adormecer sozinhos sem o peito. Decidimos tentar.

 




 

A forma que ele me orientou à fazer o desmame pode ser considerada um absurdo para muitas mães, e até pra mim em alguns momentos foi questionável, mas hoje, vi que foi um processo pelo qual ela precisou passar e eu também para amadurecer. Não obtive sucesso sozinha, e desde já aviso que sem o apoio do marido é quase impossível conseguir, tive ajuda também de uma super amiga, a Carol do INSTAGRAM @desenvolvimentoinfantil, que é especialista em sono do bebê, ou seja, fui orientada por profissionais a fazer o desmame.

Pois bem, todos me orientaram, marido tava do meu lado, tava certa do que eu queria, bora começar. Primeiro dia: Fiz a rotina do sono que já contei como é AQUI, e expliquei pra Julia que ela já era grande e que à partir daquele dia, não iria mais ter tetê antes de ser dia lá fora. Ela mamou no peito e dormiu como de costume, e aí depois de algum tempo acordou. Seguindo a orientação do pediatra peguei meu banquinho, coloquei do lado do berço, expliquei pra ela que agora ela ia aprender a dormir sozinha e sem tetê, chequei fralda, dei água… E ela continuou chorando (claro). Quando já fazia uns 30 min que estava ali ao lado, comecei a me questionar sobre se isso realmente era o que eu queria, se ela estava sofrendo, que eu era uma péssima mãe e comecei a chorar junto. Meu marido intercedeu e disse que eu tinha que ser forte, que isso era necessário para nós duas. Energias recompostas, Juju chorou no total por 1h20, e então dormiu, exausta. E então essa foi a primeira noite que ela dormiu “inteira” desde que nasceu. Se me questionei por ter sido pelo choro, sim, mas depois me conformei que ela ia aprender e logo não choraria mais.

A primeira semana se arrastou com muito choro, mas a cada dia que passava, o tempo do choro reduzia pra 1h, 40 min, 20min até que uma noite ela dormiu novamente em 5 min! Sentei ao lado dela, expliquei como fazia todas as noites, dei água, deitei ela e ela se aninhou no protetor de berço, que é o naninha dela e dormiu. Esse foi meu primeiro dia feliz do desmame. Tive certeza de que estava no caminho certo.

O tempo foi passando, Juju acordava uma ou duas vezes apenas, tomava água e dormia, até que quando fazia umas 3 semanas que tinha iniciado, ela dormiu a noite inteira sem acordar. Até assustei quando acordei no outro dia e não me lembrava de ter ido ver ela, mas estava tudo bem, o processo foi concluído, Julia estava desmamada.

Se eu me arrependo de algo? Não. Se eu indico para as outras Mães fazerem? Sim, desde que esteja plenamente decidida a fazer e que realmente te incomode acordar várias vezes na noite. Mas uma coisa deve ser feita sempre: consulte seu pediatra e tenha a autorização e apoio dele para fazer, pois cada bebê é de um jeito e o que foi recomendado para a Julia pode não ser para seu filho. Se eu faria novamente? Sim. Se me senti uma péssima Mãe? Não, pois isso faz parte da educação e do desenvolvimento dos nossos filhos, e um dia, seja com 8 ou 18 meses ele vai ter que desmamar durante a noite e então teremos que enfrentar tudo isso.

Minha maior dica para quem for fazer é: seja forte e não desista. Se você desistir um único dia, eles vão saber que conseguem o que querem, e o processo poderá não funcionar mais. Amo minha filha mais que tudo nesse mundo, e sei que fiz o melhor pra ela, hoje ela continua saudável e feliz, e há meses não mama mais à noite. Valeu a pena.

Compartilhar:

 

5 1 vote
Article Rating
guest
58 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fabiana
Fabiana
1 ano atrás

Olá Boa tarde eu tenho uma BB 3 anos tô tentando tira ela do peito desde dos 2 anos e meio e não Tá funcionando,pra minha tristeza a geovana não pegou mamadeira e nem a chupe não toma leite no copo não gosta de nescal e nem mingal, não sei oque fazer preciso tira ela do peito a noite já não suporto. Mais dar peito ela Tá grande já eu não me sinto confortável mais fora que ela acorda 3 vezes pra mamar..
Gente me ajudem..

Eliane
Eliane
2 anos atrás

Deixo aqui meu relato de como estou fazendo o desmame noturno da minha filha que fez 2 anos por que talvez possa ajudar alguma mamãe que precise, ela
só dormia no peito e acordavaa 1 ou 2 vezes na madrugada para mamar, queria ficar dormindo no peito quando eu tentava tirar da boca dela muitas vezes ela acordava protestando, meu peito vivia ferido em carne viva, eu estava bem cansada dessa rotina, mas não queria desmamar ela durante o dia, espero poder deixar que ela decida quando vai querer largar o peito durante o dia amo amamentar, mas durante a noite eu já estava exausta, a pediatra já tinha me aconselhado a desmamar ela noturno desde os 8 meses dela, mas tentei umas duas vezes , mas como ela abria o berreiro e demorava para voltar a pegar no sono então eu desstia, então quando ela fez 2 anos passei própolis nos seios e conversei com ela que o leite estava ruim e só iria ficar bom quando o dia amanhecesse, por incrível que pareça nos primeiro dias ela cheirava meu peito e ao sentir o cheiro do própolis ela nem pedia para mamar aí deitava do meu lado eu ninava e ela dormia, na primeira noite ela demorou 1:15 min para conseguir pegar no sono , mas dormiu e sem choro, depois esse tempo foi diminuindo , hoje por exemplo ela dormiu em 15 min e sem eu ninar, mas durante a madrugada ela continuou acordando por 9 dias , no horário das 4 horas ela só procurou o peito nos primeiros dias aí eu falava que estava ruim , ela não insistia , mas slgumas vezes ela ficava estressada chorava um pouco tipo uns dois minutos, mas logo ela acalmava deitava do meu lado e geralmente não demorava para voltar a dormir, mas depois de poucos dias ela continuava acordando , mas já não procurava mais o peito nesse horário, mas na segunda vez que ela acordava quando o dia já estava amanhecendo ela ficava mais inconformada , então eu logo levantava com ela e íamos para a sala e logo ela esquecia do peito e ia brincar , pois nisso já era umas 6:30 h ou mais de 7 da manhã, no nono día foi o maís difícil ela não conseguia voltar a dormir quando acordou as 4 h , mesmo eu ninando, teve um momento que ela ficou bem nervosa chorou , me bateu com almofada, se debateu, uma verdadeira crise de abstinência, mas graças a Deus foi por poucos minutos, mas mesmo ela se acalmando não conseguia voltar a dormir embora era nítido que estava com muito sono, pensei e desistir, mas o peito estava com própolis se ela mamasse daquele jeito poderia voltar a ficar nervosa, depois o cansaço venceu e ela dormiu, no dia seguinte eu estava um caco, mas a grande surpresa é que na madrugada seguinte ela não acordou mais, dormiu das 21 horas da noite as 7 horas do dia seguinte, durante esses 9 dias ela chorou bem pouco por que sentia o cheiro do própolis e se conformava ,apenas alguma vezes ela demorava para voltar a dormir, mas chorava pouco e estou muito grata a Deus por isso

Karen Gabas
Karen Gabas
2 anos atrás

Amamentar é maravilhoso. Mas exige muito. Paciência é o principal deles. Eu tô em uma fase que dormir é luxo. Acordo muito cansada, com a auto estima lá embaixo, zero vontade de fazer alguma coisa. Hoje iniciei o desmame. Como fazemos cama compartilhada, deitei ao lado dela, falei que era hora de dormir, chorou, peguei no colo e disse que íamos ver a lua, coloquei pra deitar novamente, começou a chorar, falei pra deitar que íamos dormir (esse ciclo se repetiu 3 vezes). Chegou num ponto que ela deitou e está dormindo por 40 minutos, sem pegar o peito. Acredito que, a partir do momento em que a amamentação passa a ser exaustiva pra mãe, é hora de parar. Bebês precisam de ajuda pra adaptação, vamos ver como será a madrugada a dentro. Seu texto me ajudou muito!!!!!

Jaqueline
Jaqueline
2 anos atrás

Estou no Segundo dia do desmame ,como é cansativo essas noites de choro.

Letícia Xavier
Letícia Xavier
3 anos atrás

Eu tenho gêmeos e os dois dormem no mesmo quarto, eles têm um ano e os dois estão acordando varias vezes a noite, a uns meses atrás eles acordavam uma vez só. O problema é que se um chora, o outro acorda. Eu estou desesperada pra fazer o desmame noturno, mas essa questão de chorar e acordar o outro dificulta tudo, eu até tento ter paciência, mas quando os dois acordam não consigo acalma-los sem colocar os dois no peito. Não sei mais o que fazer, preciso de ajuda.