Posso dizer que a introdução das papinhas aqui em casa foi mega tranquila. A Julia sempre foi muito “boa de garfo”, então não me deu muito trabalho no início.

Começamos com as frutinhas aos 5 meses, porque ela parou de ganhar peso sem explicação somente com o aleitamento materno exclusivo, a pedido do pediatra. A primeira fruta que ofereci a ela foi o mamão (foto acima), ela adorou e fez muuuita sujeira pra comer. Ofereci a fruta raspadinha com colher. No dia seguinte, fiquei ansiosa pelo primeiro cocô de frutinha (quem é mãe me entende), e sim, ele veio com cheiro de mamão.

Depois de uma semana dando fruta 1x ao dia (sempre às 15h), introduzi mais uma, então a Julia comia fruta as 10h e as 15h. Como eu disse, ela sempre comeu bem, então a única fruta que comia metade era o mamão, o resto comia inteira. Ofereci no inicio mamão papaya, maçã gala, banana nanica e pêra portuguesa. Depois de um tempinho comecei com algumas mais exóticas como ameixa, nectarina e pitaya (era época).

Com 6 meses introduzimos a papa salgada no almoço. Fiz várias receitas, sempre respeitando a lista de ingredientes abaixo e escolhendo um alimento de cada grupo:

ingred

Eu mesma criei essa lista, com base no curso de papinhas que fiz no convênio e em dicas na internet. Achei que está super balanceada.

Eu ralava todos os ingredientes, ou cortava em cubinhos, e cozinhava tudo junto na panela temperado sempre com sal, cebola, alho e óleo. Depois de pronto amassava com o garfo. Não se deve peneirar e nem triturar a papa no liquidificador, pois perdem-se boa parte das fibras do alimento.

Tem várias receitas de papinhas no meu Instagram, quem quiser é só acessar a hastag #NoPratoDaJuliaTem.

papinha

Com 8 meses a Julia entrou em crise e não quis mais saber de papinhas. Ela simplesmente não comia mais. Então conheci o BLW, que já falei sobre ele AQUI. E desde então é assim que ela se alimenta. Come a alimentação da família e mastiga tudo certinho.

Para finalizar o post, quero ressaltar que qualquer mudança na alimentação do seu filho deve ser feita com supervisão e autorização do seu pediatra. O meu acompanhou todo o processo e me tirou todas as dúvidas. Esse post é um relato da minha experiência, mas cada bebê reage de uma forma.

Espero ter ajudado algumas de vocês!!

Bjus

Compartilhar:

 

0 0 votes
Article Rating
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments