maternidade

 

Sempre vemos por aí muitas Mães falando sobre maternidade e o quão bom e gratificante é ter filhos. Falam sobre o amor, a alegria que eles trazem, os momentos felizes… Mas o que quase ninguém fala é sobre o outro lado da maternidade, aquele com os pontos negativos, pois sim, eles existem!

 

Eu AMO ser Mãe, tanto que recentemente tive meu segundo filho. Ser Mãe é sim tudo isso que dizem por aí, é um amor inexplicável, é sentir-se completa, é saber o verdadeiro significado da palavra felicidade. Por outro lado, é também descobrir o medo, o cansaço extremo, a dor e quase sempre se esquecer de quem você é.

 




 

Eu acho que durante a gravidez criamos muitas expectativas para a maternidade, criamos um conto de fadas onde tudo é lindo, tudo dá certo, na teoria. Mas na hora do parto, toda aquela “magia” começa a sair do faz de conta e se tornar realidade. Algumas Mães tem partos “perfeitos” e isso é fato, mas a grande maioria não tem um parto como sonhou, sente muita dor durante a após o parto, tem uma recuperação difícil entre outras coisas. Aprendemos que ser Mãe dói, e como dói! Experimentei um pouco da dor do parto quando tive o Lorenzo (tem relato AQUI) e mesmo sendo a minha segunda cesariana, foi totalmente diferente da primeira, tanto a cirurgia em si, quanto o pós parto. Doeu e muito na região do corte, mas nunca ninguém tinha me dito que a segunda cesariana dói mais que a primeira, as pessoas me falaram isso depois, quando relatei minha experiências e o famoso “ah comigo também foi assim” apareceu.

 

As pessoas não falam nunca sobre as coisas ruins de ser Mãe, mas por quê? Será que é só porque as coisas boas de ser Mãe se sobressaem, ou porque o mundo hoje vive cheio de Mães Perfeitas que guardam seu sofrimento pra si ao invés de mostrar que são reais e também sofrem como qualquer uma?

 

Você sabia que ser Mãe é cansativo? “Ah, já ouvi dizer…” Não… o ouvi dizer não diz nada. Ser Mãe cansa 10 vezes mais do que você pode imaginar quando “ouve dizer”, primeiro porque você nunca mais dorme (nem quando os filhos crescem), segundo porque você vive exclusivamente para cuidar de um ser tão tão indefeso que nem virar a cabeça para o lado sabe se ele gorfar no meio da madrugada. Tudo na sua vida gira em torno do seu filho depois que ele nasce, as roupas são pra ele, o tempo é pra ele, a atenção é toda dele, porque sim, as pessoas esquecem que existe uma Mãe por trás de um bebê, e você desaparece perante os olhos das pessoas, pois todos querem saber apenas “como vai a coisa gordinha mais fofa”. Ninguém quer saber se para o bebê ficar a “coisa gordinha” você sofreu para amamentar (tem post muito legal sobre isso AQUI), ninguém quer saber se ele chora de cólicas a noite toda e você não dorme há 3 dias, ninguém quer saber se você está feliz, triste ou muito menos cansada. Isso é algo que apenas você e seu parceiro vivem, uma realidade que pouca gente comenta e se interessa, afinal, a “estrela do momento” é o seu filho.

 

Uma das coisas que ninguém te conta, é que quando você é Mãe, você renasce, e aquela mulher que existia antes desaparece pra sempre. Não adianta dizer que é exatamente como era antes pois não é. Você não consegue mais sentar e fazer aquela make de duas horas sem ser interrompida pelo menos umas 4 vezes pelo seu filho. Você não consegue mais sair sem ficar pensando que precisa voltar logo, pois seu filho está em casa. Você dirige e esquece que está sozinha, deixa o som do rádio baixinho e ao descer do carro ainda abre a porta traseira para pegar o bebê. Você demora um certo tempo para tomar aquele susto ao se olhar no espelho e ver seu cabelo todo despenteado, suas olheiras de panda, suas unhas quebradas e por fazer, as pernas sem depilar… Isso acontece sim!! Algumas mulheres demoram menos tempo para notar que estão “apagadas” pela maternidade do que outras, mas até as atrizes globais passam por essa fase, a diferença é que quando elas vão fazer uma aparição pública ou uma foto, tem 20 profissionais de beleza atrás dela para mudar essa aparência.

 

Ser Mãe faz você descobrir o limite do seu corpo para a exaustão, e te mostra que sim, é possível dormir em pé e principalmente sentada. Ser Mãe te mostra que ao ligar o chuveiro, mesmo que o bebê esteja ali na sua frente quietinho dormindo, você vai ouvi-lo chorar desesperadamente no seu pensamento. Eu NUNCA MAIS tomei banho sem ouvir bebê chorar mentalmente depois que virei Mãe, sei lá que negócio doido é esse. Ser Mãe te ensina que você pode chorar por nada e sorrir pelas coisas mais absurdas, inclusive por um cocô monstruoso que sobe até a nuca depois de seu bebê ficar quase uma semana sem fazer pois sim, Mães comemoram cocôs. Ser Mãe pode te ensinar o que é a depressão pós parto, que graças a Deus eu não tive, mas sei de histórias de Mães que tinham até vontade de matar seus bebês nos quadros mais graves da doença, e isso é uma das coisas mais sérias que podem acontecer quando você se torna Mãe sem saber o que te espera, por isso sempre digo que informação é tudo!!

 

“Nossa Jenny, depois dessa desisto de ser Mãe”. Não faça isso. Seja Mãe! E digo mais… seja Mãe de pelo menos dois filhos, sabe por quê? Porque mesmo com tudo isso que eu escrevi, toda a dor, o cansaço, a crise de identidade… ser Mãe é a melhor coisa do mundo!! Está com dor?? Um beijo do seu filho cura tudo. Está cansada?? Aquela mãozinha maciiia tocando seu rosto no meio da madrugada te relaxa. Está perdida e não sabe quem é você mais?? Um “Mamãe você é linda” muda tudo. O amor incondicional faz valer a pena passar por tudo isso, e no final você acaba até se esquecendo de como é cansativo e que o “outro lado da maternidade” não é tããoo ruim assim, pois tudo isso te trouxe a melhor coisa que você poderia ter na sua vida,o SEU FILHO.

 

Talvez seja por isso que as pessoas não falam tanto desse outro lado, mas sabe, às vezes eu gostaria de ter lido um texto como esse antes de me tornar Mãe, para saber que o meu conto de fadas com certeza iria acontecer, mas que ele seria um pouquinho mais real do que os vistos por aí nos filmes e novelas da vida.

 

Eu quero conhecer um pouco mais do que você pensa sobre esse assunto: ser Mãe é realmente tudo isso? Existe a maternidade perfeita ou o perfeito está sim nesse lado bom e ruim acontecendo junto? Conta aqui pra mim nos comentários, vou adorar ler o seu relato.

 

Você já leu meu post sobre a minha primeira noite como Mãe quando a Julia nasceu?? Vale ler AQUI.

 

Espero que tenham gostado desse texto, escrevi com todo carinho do mundo para vocês. Não esquece de compartilhar com uma amiga Mamãe ou futura Mamãe.

 

Um super beijo, e até a próxima!!

 

 

Compartilhar:

 

0 0 votes
Article Rating
guest
13 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Stella
Stella
5 anos atrás

Estou emocionada.. é exatamente isso.. chorei por ler exatamente o que eu gostaria de ter lido e tb de ter escrito! Parabéns! Amo seu IG e a admiro demais tb!

Luziane
Luziane
5 anos atrás

Nossa Jenny, passei por tudo isso com o nascimento do meu primeiro filho. Hoje, estou grávida do segundo, e tenho medo de passar por tudo isso denovo. Mas é como Vc diz….um beijo e um carinho de um filho, vir a tudo! Obrigada por compartilhar conosco, esse texto. Agora sei que não fui a única a passar por isso. Bjo grande

mirian
mirian
5 anos atrás

Nossa lindo texto ,Ser mae e tudo parabéns

Renata
Renata
5 anos atrás

Perfeito seu texto! A maternidade é um mundinho bem estranho! Ninguém também me informou durante a minha gravidez o lado complicado que é a maternidade! Tbm descobri tudo sozinha e do pior jeito possível! Minha bebê nasceu prematura e ficou 40 dias na utineo, por conta de umas complicações no quadro nela! Ou seja, além de descobrir todo esse lado de exaustão de ser mãe ainda veio com essa bagagem de uma vivência em uma utiNeo. Mas graças a Deus deu tudo certo e hoje minha bebê tem 2 anos e 1 mês e esbanja saúde!. Foi tudo muito complicado, depois que ela veio para casa, acho que tive muito mais neuras do que seria normal para uma mae de primeira viagem! Mas não mudaria em nada que passei e adoro ser mãe e ainda penso em ter outro!

Andressa
Andressa
5 anos atrás

Realmente Jenny… Seu texto é verdadeiro, com a maternidade nua e crua. Sabe quem tem a maternidade perfeita!? Aquela que tem mãe, sogra, baba, vizinha, cunhada, prima, irmã, amiga e marido pra ajudar…. Quando vc não tem ninguém… É disso pra pior…. Sei bem o que é.